Campanha de castração atendeu 397 animais neste mês

A campanha de castração gratuita de cães e gatos, que ocorreu nos dias 6 e 7 de fevereiro no Parque Municipal Dom José, atendeu 397 animais. A iniciativa foi organizada pela Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Barueri com o objetivo de garantir melhor qualidade de vida para os pets e reduzir animais em situação de abandono.

A adesão à campanha estava condicionada ao processo de inscrição que aconteceu no dia 29 de janeiro. Um dos requisitos para o agendamento era o RGA (que pode ser adquirido nas bibliotecas municipais ou no Ganha Tempo). Os inscritos deveriam apresentar o animal no dia do procedimento em perfeitas condições de saúde, comprovante de inscrição e seguir os procedimentos pré-cirúrgicos.

Dentre os 397 pets atendidos, foram 104 caninos machos, 119 caninos fêmeas, 63 felinos machos e 111 de felinos fêmeas. O número de faltantes foi de 178, o que acaba retirando a oportunidade de outros munícipes que não tiveram a chance de agendar no final de janeiro.

De acordo com a dona de casa Claudia Rios, a ação da Prefeitura realiza o controle populacional dos pets evitando o abando. “É bom que não fica com o cachorro na rua, que daí dá cria, os outros acabam não querem e acabam jogando fora”, comentou.

A munícipe Denise Ferreira Miranda, de 33 anos, contou que a iniciativa ajuda muito a população e que já aderiu à campanha mais de uma vez. “Em outras cidades não existe um mutirão como este, é um privilégio. Com esse gato já são seis animais que eu tenho castrados desde o ano retrasado”, relatou.

Já para a protetora de animais Juliane Maiara Guerra Bezerra, a castração ajuda na adoção dos animais. “Auxilia sim, porque para a adoção fica mais fácil, a gente passa uma responsabilidade menor porque não tem a questão da procriação”, informou a ativista.

Temp

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Osvaldo De Souza
Osvaldo De Souza

Deixar um Comentário