Oficinas Culturais integram idosos ao convívio social

Na semana de celebração do Dia Internacional do Idoso (comemorado no dia 1º de outubro), a Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri presta homenagem aos alunos que já passaram dos 60 anos e que frequentam os cursos livres de artes.

É cada vez maior o número de alunos da terceira idade que procuram os cursos da Secretaria de Cultura e Turismo, evidenciando a importância das atividades culturais para a saúde física e mental desse público. Segundo o IBGE, a previsão para 2025 é que teremos mais de 32 milhões de pessoas com mais de 60 anos, seremos a sexta maior população idosa do mundo.

Nair Vieira Rodrigues, do alto dos seus 63 anos, moradora do Jardim dos Camargos, está aprendendo a tocar clarineta em um dos cursos livres da Secretaria de Cultura e Turismo. Depois de ficar viúva e de enfrentar um problema de saúde, disse que encontrou um sentido bem mais positivo para a vida.  “Música é vida, é saúde”, comemorou.

O mineiro de 72 anos de idade Silvio Timóteo Teixeira, residente em Barueri há três anos, contou que começou aprender a tocar trombone de pisto e se orgulha em fazer parte da Orquestra Municipal. Dono de um gosto refinado, diz executar tudo aquilo que está na programação da orquestra, mas gosta mais de MPB e dos clássicos populares. Teixeira continua a receber aulas e não deixa de participar das apresentações musicais e dos ensaios periódicos.

Já para o aposentado senhor Carlos Henrique da Rocha, “caminhando para os 60 anos”, morador do Parque dos Camargos, há a necessidade de manter o cérebro sempre ativo. Por isso se matriculou no curso de xadrez. “Barueri tem muito a oferecer para quem quer fazer atividades culturais ou esportivas”, destacou.

Para Jean Gaspar, secretário de Cultura e Turismo, oferecer ao idoso da cidade a oportunidade de voltar a ser ativo, adquirir e trocar os conhecimentos e buscar a melhoria na qualidade de sua vida é seguir os preceitos existentes no Estatuto do Idoso.

TempTempTempTemp

Recomendado para você

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: