Chefe de quadrilha de golpistas tinha mais de R$ 20 milhões em carros de luxo condomínio de alto padrão, em Santana de Parnaíba, na Região Metropolitana

Um jovem de 23 anos e dois comparsas foram presos na manhã desta quarta-feira (10) porque são suspeitos de roubar R$ 400 milhões e gastar tudo com carros, casas e viagens luxuosas. Eles pegavam esse dinheiro de bancos, pela internet.

Policiais civis e promotores que apuram crimes cibernéticos amanheceram em oito endereços. Nesta casa, em um condomínio de alto padrão, em Santana de Parnaíba, na Região Metropolitana de São Paulo, eles prenderam Pablo Henrique Borges. Ele é apontado como o líder da quadrilha e teve a prisão temporária decretada.

Carros de luxo deixam casa de preso em operação do Deic em SP — Foto: Abraão Cruz/TV GloboCarros de luxo deixam casa de preso em operação do Deic em SP — Foto: Abraão Cruz/TV Globo

Carros de luxo deixam casa de preso em operação do Deic em SP — Foto: Abraão Cruz/TV Globo

Na garagem da casa estavam quatro carros esportivos. Mas ele é dono de muitos outros. Segundo o Ministério Público de São Paulo, os valores dos carros somam mais de R$ 20 milhões. Os policiais também encontraram joias, dinheiro e réplicas de armas usadas em um jogo que simula situações de combate.

Outro suspeito foi preso em Francisco Morato, também na Região Metropolitana.

O terceiro golpista foi encontrado em São Vicente, no litoral do estado.

Carros de luxo apreendidos em operação em São Paulo — Foto: Divulgação/DeicCarros de luxo apreendidos em operação em São Paulo — Foto: Divulgação/Deic

Carros de luxo apreendidos em operação em São Paulo — Foto: Divulgação/Deic

Aluguel de iates, a compra de motos aquáticas, maços de dinheiro para pagar viagens por algumas das cidades mais caras do mundo como Mônaco, Monte Carlo e Paris. Um escritório bem montado, com 600 m², em um centro empresarial na Zona Sul de São Paulo, com aluguel mensal de R$ 200 mil. Só que segundo a polícia, a empresa não tem nenhum funcionário, é de fachada, para lavar dinheiro e dar uma vida de luxo aos donos.

O dinheiro para comprar tudo isso e ostentar uma vida de luxo vinha das fraudes bancárias contra clientes de bancos. Segundo a investigação, em um ano e meio, os golpistas desviaram de contas bancárias R$ 400 milhões.

Para por a mão em tudo isso, eles só usavam o computador. O programa de computador que invadia as contas desviou dinheiro de bancos de diferentes estados. Ainda não se sabe o número de vítimas, mas todos os bens apreendidos dos criminosos já foram bloqueados pela Justiça. Eles serão usados para reparar o prejuízo aos clientes identificados.

Lamborghini apreendida em operação do Deic — Foto: Abraão Cruz/TV GloboLamborghini apreendida em operação do Deic — Foto: Abraão Cruz/TV Globo

Lamborghini apreendida em operação do Deic — Foto: Abraão Cruz/TV Globo

Ferrari apreendida em operação contra fraude a estabelecimentos bancários — Foto: Divulgação/DeicFerrari apreendida em operação contra fraude a estabelecimentos bancários — Foto: Divulgação/Deic

Ferrari apreendida em operação contra fraude a estabelecimentos bancários — Foto: Divulgação/Deic

Lamborghini apreendida em operação do Deic — Foto: Abraão Cruz/TV GloboLamborghini apreendida em operação do Deic — Foto: Abraão Cruz/TV Globo

Lamborghini apreendida em operação do Deic — Foto: Abraão Cruz/TV Globo

Ferrari apreendida em operação do Deic — Foto: Abraão Cruz/TV GloboFerrari apreendida em operação do Deic — Foto: Abraão Cruz/TV Globo

Ferrari apreendida em operação do Deic — Foto: Abraão Cruz/TV Globo FONTE G1

Recomendado para você

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: