Pronto Atendimento Médico (PAM) Santa Ana, conta com novo profissional na área de Ortopedia

Foi inserido no Posto de Atendimento Médico Santa Ana um novo plantão de Ortopedia de 12 horas, visando melhor atendimento aos pacientes
Foi inserido no Posto de Atendimento Médico Santa Ana um novo plantão de Ortopedia de 12
horas, visando melhor atendimento aos pacientes

Preocupada com a saúde de sua população, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde está implantando novos projetos na cidade. Para atender as  necessidades dos moradores, que antes se deslocavam para os municípios vizinhos em busca de atendimento, foi inserido no Posto de Atendimento Médico Santa Ana um novo plantão de Ortopedia. De acordo com a pasta, o objetivo é atender todas as necessidades relacionadas à área da saúde, ainda presentes no município. Por isso a criação de projetos que visam à melhoria do sistema de saúde pública municipal.

A primeira mudança foi inserir no PAM Santa Ana, um plantão de Ortopedia de 12 horas. Em média cada médico ortopedista atende 45 pacientes, o que é um dado relevante visto que em um consultório particular a média normalmente é de 60 pacientes para cada médico.

A unidade hospitalar oferece atendimento de segunda à sexta-feira, das 07h00 as 17h00 (especialmente para casos crônicos) e das 17h00 às 19h00 (exclusivamente para caso Emergencial). O plantão é composto seis médicos, sendo dois médicos por plantão.

Segundo o médico responsável pelo plantão, Gustav Ulson, é muito importante estabelecer uma qualidade no atendimento. “Eu procuro estabelecer uma confiança com o paciente, que muitas vezes chega ao consultório com muita dor, tento acalmá-lo e explico que as coisas são mais simples do que parece”, explicou o médico que além de morar na região, foi recentemente homenageado na Câmara de Vereadores de Barueri, recebendo um diploma pelo trabalho desenvolvido no município.

Com uma carreira de sucesso na medicina, Ulson tem o maior orgulho em dizer que trabalha na rede publica de saúde. Morador de Alphaville e casado com uma médica ginecologista obstreta, pertence a uma família tradicional de médicos.

“O único legado que posso deixar da minha carreira para a humanidade, é em forma de ajuda, cuidando e tratando de cada paciente com qualidade”, finaliza o doutor.

“O trabalho que a unidade começou a realizar está sendo muito importante no meu processo de recuperação, a assistência que o dr. Gustav realiza é o grande diferencial, ele consegue humanizar o atendimento, isso acaba deixando a recuperação menos dolorosa”, ressalta Alan Baptista Treinador de Jiu Jitsu que fraturou o braço pós um treinamento.

Vale lembrar que a intenção, é trazer mais ortopedistas para outras unidades de saúde. A próxima unidade a ser atendida pelo projeto será o CEP – Centro de Especialidades Parnaibano.

Recomendado para você

Deixe uma resposta